Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog de hillvalley1985
 


Entre Odete, Chico, Daniela e Collor

Ainda é muito comentado o final da última novela das oito, Avenida Brasil. Não vi sequer um único minuto da novela, mas parece que assisti ao capítulo inteiro, pois de tanto ouvir por aí a fora, consigo até comentar a respeito com outras pessoas. Claro que não vou fazer isso, lógico. Há muitas outras coisas, de maior relevância, as quais posso dedicar minha atenção.

Não estou fazendo o jogo do "ser do contra", não. Nem quero me passar por pedante nem querer demonstrar um "intelectualismo imbecil', afinal, até a presidente do país cancelou um pronunciamento apenas para não perder da novela. Não vi porque não gosto de novelas, e acho que há muito mais influências negativas do que positivas. Por isso, não teço comentários.

Isso nos mostra o quanto somos alienados, o quanto somos presos a uma realidade fictícia, atrelados a uma vida irreal que é misturada ao cotidiano, confundindo os mais desavisados. 

Mas qual seria o objetivo de tal serviço? Em primeiro lugar, novela é um passatempo nocivo. Distrai, mas não edifica; em segundo lugar, distrai, confunde e deturpa. 

Quem seria mais importante para o país: Chico Mendes ou Odete Roitman? Ambos morreram no mesmo dia. Na manhã seguinte, enquanto Chico Mendes ocupava apenas alguns cantos dos jornais, a vilã da novela Vale Tudo ganhava a capa de muitos impressos, inclusive revistas. 

Alguém ainda lembra da causa de Chico Mendes? Alguém sabe pelo que ele morreu? Pelo menos sabem quem era Chico Mendes? 

No dia do impeachment do ex-presidente Collor, a filha da escritora Glória Perez, Daniela Perez, foi assassinada pelo seu colega de trabalho, Guilherme de Pádua. As horas posteriores aos dois eventos mostram quem era mais importante para a nação: enquanto a cassação do ex-presidente era ventilada vagamente pelos meios de comunicação, a maior emissora do país despejava a morte de sua funcionária lares a dentro, sem parar.

Como sempre deteve a maior audiência em todos os segmentos, em todos os horários, tanto Odete quanto Daniela foram mais importantes que Chico e Collor. 



Escrito por hillvalley1985 às 11h14
[] [envie esta mensagem
] []





Metrô

Metrô, horário de pico, 18h30. Lotação completa, eu acho. As pessoas se imprensando uma às outras. Sobra braço ali, cotovelo acolá, bolsas e pacotes incomodam tanto quanto seus donos. Não existe mais o pé de baixo; há apenas aquele que pisa. Desculpas? Ah, poucas pessoas conhecem o real sentido desse vocábulo.

Parada seguinte: mais e mais passageiros vão entrando. Cansados, suados, exauridos por mais um dia da infinita rotina diária, cada um vê a vida do lugar de onde está. Sentados, encostados, reclinados ou em pé, o destino parce ser um só: ir.

Paradas seguintes, mais e mais gente. Em dado momento, parece caber, apenas, o ar respirável e respirado. Nem tente se mover. Dormência nos pés, nos braços... Mas o que doi de verdade é ouvir a seguinte mensagem, gravada, no sistema de som do vagão:

- Para sua maior segurança, evite movimentação dentro do metrô.

Que sacanagem...



Escrito por hillvalley1985 às 11h53
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]